Wednesday, July 11, 2007

Boa! Mais um itche!

Como os meus leitores e o José sabem, eu não costumo falar do sportém aqui. Vai contra o princípio básico "dos fracos não reza a história" e este blogue, mais do que dizer piadas patetas acerca do futebol, seus meandros e seus arredores, vais escrevendo, registando e mesmo ditando os trilhos da História. Porém, o nome Vladimir Stojkovic inspirou-me, de alguma forma, a escrever sobre esse clube. Porquê? Porque Stojkovic é guarda-redes, vem da ex-Jugoslávia e tem um nome terminado em itche. Isto produz em mim uma série de reminiscências. Para já, leva-me até ao tempo em que o sportém ainda tinha a mania que era o segundo grande clube de Portugal. Depois porque me lembra eras maravilhosamente divertidas em que nenhum dos meus amigos, da geração de fins de 70's/início de 80's, se lembrava de um sportém campeão. E, sobretudo, lembra-me duas das figuras mais humorísticas da História - lá está, a História - do futebol nacional. Quem não se lembra do Ivkovic? E do imortal Lemajic? Isto dos itches tem muito que se lhe diga, nomeadamente ao nível da produção de cartoons e textos para os Gato Fedorento. Ivkovic, por exemplo, foi o homem que fez tudo ao contrário. Todas as bolas que tinha obrigação de defender, fez questão, com toda a gentileza, de as deixar passar. E fê-lo, em algumas ocasiões, com extrema criatividade. No entanto, ficará para a História como "aquele frangueiro que defendeu o penalty do Maradona" - como se costuma dizer, o futebol é isto mesmo e tudo pode acontecer porque a bola é redonda e a baliza é quadrada ou rectangular ou lá o que é aquilo. É geométrica, pronto. Para Ivkovic, nada disso importava, geometria não era com ele. Nem geografia, tão pouco, uma vez que era pessoa para estar constantemente mal posicionada. Uma fonte de alegrias para o topo norte do velhinho Estádio José Alvalade. Ivkovic tinha o dom de confundir os olheiros, por exemplo. Quando tomavam notas sobre os seus pontos fracos, ficavam baralhados e raramente tinham mãos a medir. Há relatos de certos jogos em que o Benfica mandou um olheiro e duas estenógrafas para tirar apontamentos. Depois veio Lemajic. Menos exuberante, menos grande, com menos ar de bidon inapto, mas igualmente eficiente na arte de fazer sorrir 9 milhões 975 mil portugueses. Para cúmulo, nem um penalty do Maradona ele defendeu. Passou ao lado da História, portanto, mas hoje relembro-o aqui com uma certa saudade. E termino este texto fazendo votos de que Stojkovic enobreça a sua linhagem e não desaponte todos aqueles que esperam dele as poses mais caricatas, os frangos mais memoráveis, as saídas mais em falso e as estiradas mais em vão. Espero também que tenha uma voz assim fininha, para não termos saudades do Labreca.

24 Comments:

At 5:19 PM, Blogger jose said...

Que bem informado... Pá, tu sabes tudo do sporting!
Mas olha, o Moreto é do teu clube, pá...

 
At 5:31 PM, Blogger Sir said...

Eu já estou com saudadinha do Labreca!

 
At 5:32 PM, Blogger Diego Armés said...

É?! Não vejo essa Dulcineide a jogar há muito tempo. Agora, as duas aves raras mencionadas no texto foram sempre titulares indiscutíveis. Além disso, isto não é saber tudo do sportém. É apenas cultura geral light. ´Cenas que uma pessoa sabe porque dão jeito na silly season para fazer conversa.

 
At 5:57 PM, Blogger Sir said...

Lembro-me que também arranjei uma alcunha acabada em 'itche' quando o Labreca foi para o Sporting. Como é que era?.. Hmmm.. Ah, já sei! Era.. son of a bitch!

 
At 6:02 PM, Blogger Helena Henriques said...

Caros adeptos verdes do Dianabol (:D) temos de convir que o Bardo foi meigo, se vissem o que dizem os espanhois do guarda-redes da selecção....

 
At 6:28 PM, Blogger Diego Armés said...

Conta, conta, conta. E não voltes a chamar-me meigo em público, eu tenho uma reputação...

 
At 7:11 PM, Blogger Férenc Meszaros said...

Confesso que este rapaz me deixa preocupado: É que ser irmão do Vladan (aquele aranhiço do tamanho da torre vasco da gama que andava no Leça) não é bom augúrio. Poderá até mandar grandes defesas, mas a genética não se engana...

Tal como não se enganaram os olheiros do Benfica quando foram buscar o Bossio. Esse sim, grande keeper. De fazer inveja aos itches todos juntos...

 
At 11:33 PM, Blogger Klatuu o embuçado said...

AVISO!!!!


Este texto - http://dente-de-marfim.blogspot.com/2007/07/inveja.html - é PLAGIADO do «Abrupto» de Pacheco Pereira!

A menina Kanoff - CUJO BLOG É TODO PLAGIADO - fingiu apagar o anterior blog - e transferiu tudo!

___
Hi5: http://kanoff.hi5.com/

 
At 1:12 AM, Blogger Sir said...

O Kanoff sempre não vai para o Bayern Munique?

 
At 9:55 AM, Blogger jose said...

O Kanoff também me faz lembrar uma certa terminação.

 
At 2:51 PM, Blogger Diego Armés said...

Férenc, eu volto ao essencial da questão: até podes falar do Zack Thorton e bla bla bla, mas o que importa é que no sportém os itches sempre foram donos e senhores da redes, ao contrário destes desastres benfiquistas que não devem ter contabilizado, tudo somado, nem 200 minutos de jogo. E, se quisesres, até podemos alargar o campo: para além dos itches, ainda tiveram o De Wilde, por exemplo, a tal excepção que confirma a regra da grande escola de keepers belga. Que saudades...

 
At 3:15 PM, Blogger Helena Henriques said...

O Férenc não é muito atento, nem mesmo à correspondencia... :D

 
At 3:33 PM, Blogger Férenc Meszaros said...

Tendo sido o Lemajic o guarda-redes do 3-6, é óbvio que não tenho muito boa recordação dele. Foi também aquele que enterrou num memorável jogo contra o Real Madrid que perdemos a eliminatória com uma vitória por 2-1 em casa depois de termos perdido 1-0 no Bernabéu, com uma exibição do outro mundo do Figo. 'Tamos falados.

Do Ivkovic, se não fossem os golpes de vista até nem era mauzeco. O problema é que pensava que a bola ia sempre fora. E muitas vezes não ia. Como num Sporting-Porto decisivo para o título que deixou um remate fraquinho do Kostadinov fazer-nos perder o jogo, quando bastava só esticar a mão para parar a bola.
Enfim, são fraquinhos, aguentam-se uma no ou dois a ver se é só dos nervos, senão, olho da rua.

MAS O CARLOS BOSSIO FICOU 5 ANOS NO BENFICA!!!!! O homem veio por 3 anos, fez 16 jogos em 2 anos, foi emprestado e RENOVARAM-LHE O CONTRATO POR MAIS 2 ANOS. Errar todos erram. E muitas vezes, não dá para trocar de guarda-redes durante a época. Mas acreditar durante 5 ANOS que aquele moço alto, forte e com a agilidade de um rolo compressor na vertical ainda se faz é de crentes.

E repara que nem sequer vou aproveitar a deixa do Zack Thorton. Seria demasiado fácil...

 
At 3:50 PM, Blogger Diego Armés said...

O Bossio tinha um grande espírito de equipa e era fundamental no balneário...

 
At 3:52 PM, Blogger jose said...

O Guitarrounis sabe tudo sobre o sporting, tuuuuuuuudo! Que trauma...

 
At 3:53 PM, Blogger jose said...

"O Bossio tinha um grande espírito de equipa e era fundamental no balneário..."


ahahahah, o que te safa, pá, é o teu apurado sentido de humor.

 
At 3:55 PM, Blogger Helena Henriques said...

Férenc, sabes mesmo, és verdadeiramente enciclopédico e sempre actualizado, mas continuas a não estar atento ao correio. :D

 
At 4:02 PM, Blogger Diego Armés said...

José: cala-te.

 
At 5:00 PM, Blogger jose said...

Foda-se, eu falei?

 
At 7:23 PM, Blogger B said...

vem mais um itche hoje.
e é puro.
e diz que marcou um balde de golos pelo estrela cor de bafica de belgrado.
e qué máior có jardel.
e que vai marcar muitos golos ao folcuporto e ao bafica.
é é.

 
At 7:27 PM, Blogger Diego Armés said...

Desde que o itche lá de trás sofra mais golos do que esse outro itche lá frente consegue marcar, por mim, temos negócio...

 
At 3:07 AM, Blogger Sir said...

Ó Zé, se em vez do Bossio, devias dedicar-te ao Boccia. Os retardados costumam ter jeito para isso.

 
At 9:35 AM, Blogger jose said...

prop!

 
At 4:30 AM, Blogger celso_renato said...

Um dos pontos do contrato assinado entre o novo "itche", a-ver-vamos-se guardião das redes de alvalade, e o sportém:

98.7/14 f) - Não vale boladas na cara. Se me cai outro dente, volto para casa!

 

Post a Comment

<< Home