Monday, July 23, 2007

No país dos tugas - Uma janela de oportunidade

Tem anos em que a canícula por terras lusas é violenta, outros nem por isso. Instalada a estival forma de estar tuga, o ideal é que a canícula seja intensa para permitir uma justificada gestão dos descansos. Aliás a gestão de descanso é uma ciência cujo domínio exige competências específicas e particular concentração, veja-se o seleccionador de esperanças e a difícil relação que estabeleceu com os descansos nos torneios de sub-21 e sub-20, analise-se ainda a complicada gestão feita nas selecções de formação. Ora o Verão de 2007 não tem correspondido na intensidade da canícula, os galos do tempo (mistura genial entre utilidade e peça decorativa) andam cinza, raramente apresentam aquele precioso azul, o tuga anda deprimido, sem saber como cansar-se e muito menos como descansar.
A situação exige alguns cuidados, é necessário evitar o desespero, a desesperança mesmo. E não é com estuchas como o Torneio de Albufeira ou do Guadiana que se atinge este precioso objectivo - isto não é descanso, é tédio. É preciso algo mais forte. Vejamos o que nos apresenta a actualidade: os tixas estão com a telha por causa de um lateral esquerdo; os dragões não dormem com medo de perder o Quaresma e o Lucho, se dormissem sonhavam que tinham perdido o Jesualdo; os lampiões - grande maioria dos tugas - digerem o cor-de-rosinha e não querem dormir receando um pesadelo horrível. Ora não dormir ou ter pesadelos é altamente desfavorável ao descanso, por isso, nas horas vagas, todos procuram algo mais animador. Pois eu tenho uma proposta, olhando para os torneios deste Verão, constatando a falta de qualidade das arbitragens, eu acho que podia ser dada uma valia ao Zequinha, o criativo sub-20 que tirou o cartão ao árbitro. É que é de homem, está bem que não se adequa às pepineiras disciplinares da FIFA, mas que os senhores do apito as pedem, isso pedem, oh, se pedem. Então a solução bem poderia passar por criar nos regulamentos a figura do zequinha, um tipo vestido de branco cuja função é zelar pela qualidade da arbitragem, ao primeiro amarelo mal mostrado o zequinha acena da linha, ao segundo, o zequinha entra em campo e tira-lhe o cartão amarelo, se o árbitro insiste em prevaricar, é tirar-lhe o cartão vermelho, restar-lhe-á apenas o apito, pode dar-se o caso de continuar a apitar mal, nestas circunstâncias o zequinha deverá retirar-lhe o apito e obrigá-lo a fazer flexões entre os bancos e seguidamente ir para casa a pé. E então perguntam-me, mas e o jogo, quem arbitra o jogo? O quarto árbitro, claro, sendo que as funções do zequinha (que previamente lhe entregou os cartões e apito) se mantêm. Os fiscais de linha que prevariquem apenas podem levar uma bandeirada na nuca e dar duas voltas ao campo a correr. Estou convencida de que está aqui um projecto com potencial mobilizador para as hostes tugas, com a vantagem de internacionalizar e popularizar a criatividade lusa e simultaneamente salvar o mundialmente consagrado futebol espectáculo, ameaçado pelas actuações de trios indescritíveis e isto a FIFA terá de aceitar. Assim se salvaguarda a ordem no jogo protegendo-o ao mesmo tempo que se imortaliza o nosso jovem tuga dando-lhe o devido valor. E não é cansativo, pelo menos não muito.

23 Comments:

At 9:49 AM, Blogger jose said...

Carga nisso...

 
At 12:38 PM, Blogger Helena Henriques said...

Mas que sentido de humor apurado, José.

 
At 2:55 PM, Blogger Férenc Meszaros said...

No fundo, o Zequinha já existe, Helena, e em formas distintas: Existe o Zequinha proactivo, o que trata da fruta, um Zequinha que orienta e traça o caminho. Existe depois o Zequinha reactivo, aquele que sanciona e penaliza sempre que o que o foi pedido na fase proactiva do Zequinha não tinha sido cumprido. Ora essa do Zequinha que faz tudo às claras nem se usa lá na tua terra, mulher... E voçês sabem do que estou a falar!

 
At 3:27 PM, Blogger Helena Henriques said...

Que ponto de vista interessante! Para quem tanto se queixa do sistema, revela uma vontade férrea na manutenção do tal statu quo. Surpreendente, ou talvez não.

 
At 3:44 PM, Blogger Diego Armés said...

Olha que o Férenc anda lá...

 
At 4:01 PM, Blogger Helena Henriques said...

Olha outro. Acho que é uma obsessão, ou receio, claro receio, um bardo e um huno, medo não pode ser.

 
At 4:10 PM, Blogger Férenc Meszaros said...

Apenas constato que lês dos livros que os teus compadres escreveram. Mas admito que tenho realmente uma vontade férrea na manutenção do status quo sempre que este me beneficie, claro. O que não é, infelizmente, o caso.

 
At 4:19 PM, Blogger Helena Henriques said...

:D Essa foi gira. Organizem-se, se nem disso são capazes, não me surpreende que as forças mais ou menos ocultas e mais ou menos ilegítimas vos dêem tanto jeito. Sempre cria uma sensação de injustiçados. Torna-se é maçador, digo eu...

 
At 4:46 PM, Blogger jose said...

Os telefonemas a árbitros e antigos compadrios do "orelhas kadafi dos pneus" é que não são nada estranhos, pois não? Hipocrisia do caraças...

 
At 4:49 PM, Blogger Helena Henriques said...

Lá está, "somos cegos que vendo, não vêem" - principalmente quando não queremos ver.

 
At 4:59 PM, Blogger Diego Armés said...

O jose é o tixa mais portista que eu conheço... Não lhe bastava um só defeito, acumula logo três.

 
At 5:09 PM, Blogger Helena Henriques said...

É dos teus olhos Diego.

 
At 5:13 PM, Blogger Diego Armés said...

Helena, a ti eu dou desconto. Já se sabe, é o teu clube... Agora, no caso dele é apenas ridículo.

 
At 5:14 PM, Blogger jose said...

É a verdade, porra... O Vieira andou (e anda...) metido na merda até ao pescoço e agora arma-se em paladino da justiça...

Só o Sporting está completamente de fora destas mafiosidades todas, e mesmo assim lá vai ganhando de vez em quando. E é isso que dói aos adversários.

 
At 5:15 PM, Blogger jose said...

Ridículo é ter um presidente como esse gajo, ahahahahahah!!

 
At 5:16 PM, Blogger jose said...

Ó guitas, alguma vez te disseram que ficas ridículo em palco?

 
At 5:24 PM, Blogger Helena Henriques said...

José, aqui a ideia era falar de futebol. Depois isso é uma opinião tua, há muito quem ache o inverso e não sei o que te habilita para vires aqui colocar essa tua opinião sobre assuntos que não são para aqui chamados.

 
At 5:28 PM, Blogger jose said...

Lá está, cada um tem o seu conceito do que é ridículo. E acho que é ridículo um benfiquista falar da hipotética "mafiosidade" do Pinto da Costa, quando têm o presidente que têm.

(Poe acaso nunca vi esse rapazito a tocar, mas até parece que dá uns toques... vá lá.)

 
At 5:29 PM, Blogger Diego Armés said...

Este rapazito não tem grande consideração por ti para continuar com esta conversa.

 
At 5:32 PM, Blogger Helena Henriques said...

Vá, podemos ser todos amigos, combinamos e só dizemos mal pelas costas - sem publicar aqui.

 
At 5:46 PM, Blogger jose said...

Já não vou dormir, hoje...

 
At 12:30 PM, Blogger Helena Henriques said...

Pois eu suspeitava estar perante o chamado golpe rasteiro, ainda dei o benefício da dúvida, sei lá porquê. Deves ter muitos amigos, com esse feitiozinho :P

 
At 2:19 PM, Blogger jose said...

Quem tem muitos amigos?

 

Post a Comment

<< Home