Wednesday, February 22, 2006

Liga dos Campeões: só para benfiquistas

É claro que estou sorridente e com o ego aconchegado. Eu mereço. Afinal, fui eu quem deu a táctica ao Koeman. Acresce que a grande nação anti-benfiquista está hoje cabisbaixa. Temos pena. O Liverpool desapontou-vos, bem sei. Esperavam mais da estratégia do Benitez. Eu compreendo. Mas, descansem, ainda falta a segunda mão. E não me parece (cruzes canhoto, o diabo seja cego e surdo e distraído) que o Benfica consiga repetir o triunfo. A tarefa vai ser tão dura para nós, benfiquistas, quanto para vós, liverpoolianos.

Houve coisas de que gostei e outras de que não gostei, no jogo de ontem. E houve outras que só gostei mais ou menos - a entremeada não estava grande coisa, por exemplo.

Comecemos pelo jogo, em si. Não foi um jogo bonito. Mas foi bem disputado, mexido, enérgico e com muita luta pela bola - o que nem sempre sucede nestes jogos em que a táctica e o estudo mútuo costumam imperar. Ambas as equipas fizeram pela vida e demonstraram atitude. Isto embora me pareça que o Liverpool confiou demais na ideia de que o golo havia de aparecer e se desleixou um pouco na entrada para o segundo tempo. Com o passar dos minutos, este excesso de confiança transformou-se em ansiedade e, por fim, num certo desacerto. Muito por culpa do Benfica, que fez um jogo em ascensão sobre o adversário. Esta ascensão acentuou-se com a troca de Beto por Karagounis.

Falemos de Beto, precisamente. Não me parece correcto que se o assobie. É um lutador, abnegado e dá tudo o que tem. É pouco? Seguramente. E, mais grave, se estivermos a falar de uma competição como a Champions. No entanto, penso que Koeman optou bem por lhe dar a titularidade, desgastando o adversário e travando a equipa inglesa logo à saída do seu meio-campo. Depois, a opção revelou-se de grande acerto. Com os centro-campistas forasteiros já adaptados a um certo ritmo e estilo de jogo - trapalhão, impulsivo e, muitas vezes, inconsequente - do Benfica, respondeu-se com um cérebro e um par de pés à altura dos acontecimentos: Karagounis. É estranho como este grego não se afirma como titular e se revela precioso quando entra no segundo tempo. Um verdadeiro playmaker, da melhor refinaria.

Mais uma vez, não gostei de Simão. Ou a birra é grande ou a quebra de forma é gigante. Não ganha um lance, esconde-se do jogo, não supera o adversário no um para um. Acresce que mostra um incompreensível egoísmo - diria mesmo sofreguidão - na hora de bater livres. Talvez se esqueça que Petit já nos deu um empate com dois livres directos, esta época, na sua ausência (2-2 frente ao Rio Ave), e que Laurent Robert também gostava de molhar a sopa de vez em quando. Koeman tem que pôr mão nisto. Se há outros especialistas e se o capitão está em quebra, os outros que se cheguem à frente. Por falar em Robert, voltei a gostar da sua exibição. É pena que seja um pouco inconstante. Mas tem uma característica que o define: trata bola por tu. E é um "tu" que tem tanto de carinhoso como de mandão. Podia e devia participar mais na manobra ofensiva, sem medo de ser ele a assumir as despesas, em vez de procurar com algum nervosismo o ponta-de-lança ou o extremo oposto para endossar a bola. Mas tem toque, tem cabeça e tem estofo para estas andanças. Sem dúvidas, positivo. A sua substituição por Nélson não se percebeu muito bem (por que não tirar antes Simão?). Acresce que Nélson esteve francamente mal - será que nos andou a enganar durante os primeiros dois meses em que envergou a Digníssima? Espero que não. Mas é bom lembrar que a relva do Inferno em noite europeia não tem qualquer semelhança com os areais cabo-verdianos.

Aliás, a ala direita do Benfica esteve bem. Alcides anulou Kewell e ainda ajudou no ataque. Mais uma boa prestação do jovem gangster benfiquista. Do lado oposto, Léo deu-nos mais do mesmo. A receita é a habitual: muita concentração, velocidade, técnica e uma pitada de sem-vergonhice, para enervar o opositor. Grande exibição deste calmeirão que até se deu ao luxo de ganhar bolas de cabeça (!) a Morientes (!!). A ala esquerda foi toda sua. Os desequilíbrios que cria a atacar e as compensações que exerce a defender fazem de Léo uma peça fundamental no esquema da equipa e desequilibradora num jogo em que as coisas estão como que "atadas". Ele desata. Desata a correr, pelo menos, e é um ver se te avias para o adversário...

Os centrais benfiquistas estiveram bem. Andersson um pouco nervoso. Mas competente. Luisão muito mais sereno. No segundo tempo, foi imperial. Literalmente - o vinho já tinha acabado. Voltando a Luisão, secou Morientes e ainda lhe sobrou tempo para arrumar Fowler, naquele que foi um regresso apagado aos grandes palcos do lunático mais talentoso do Liverpool dos anos 90 (quem não se lembra dele a snifar uma linha de fundo? ou a protestar com o árbitro por este ter marcado um penalty a seu favor? Brilhante.). Luisão fecho com chave de ouro uma exibição de chefe: um golo a negativo daquele que nos deu o campeonato na época passada. Mérito para o passe de Petit - tal como em Maio - para aquela bolinha redonda na cabeça oblonga do gigante brasileiro. Registo para a forma como Luisão festeja cada golo de Digníssima sobre o pêlo: a paixão que denota merece, só por si, o respeito que os adeptos nem sempre lhe têm.



Depois de ver esta foto de Ricardo, Reina preferiu ficar-se entre os postes - dignidade acima de tudo.

Sobre Petit, tem que se começar com um elogio: jogou com inteligência. Eu sei que parece paradoxal falar de Petit e de inteligência. Mas, no caso, o elogio é merecido. Jogou bem, não foi violento e posicionou-se muitíssimo bem em relação a Sissoko e Xavi Alonso - o primeiro saiu gravemente lesionado de um lance muito infeliz com Beto (nem fez sangue...); o segundo tem mais habilidade no dedão do pé esquerdo do que Beto nas mãos. No segundo tempo, com Karagounis em campo, soltou-se mais e filtrou muito bem o jogo do Benfica. Para além de algumas intervenções defensivas de bom nível, fechou com uma assistência perfeita para a cabeça de Luisão. Antes disso tentou o golo do ano. Pena que Reina lhe tenha negado o feito. Ao seu lado teve um Manuel Fernandes um pouco apagado. Não jogou mal, mas perdeu-se um bocado no meio das "estrelas" inglesas.

Na frente, a Poderosa Amelinha fez mais um jogo de esforço e sacrifício. Lutar com Hyypia não deve ser tarefa fácil. Não conseguiu abrir espaços. Mas a falta de apoio de Simão e de Beto, na primeira parte, fizeram com que ficasse muitas vezes fora dos lances. Missão ingrata, mas necessária - mais que não seja, porque Hyypia não pôde subir no terreno.

Sobre a equipa benfiquista, termino com Moretto. É insegura, não sai bem dos postes e comunica mal com a defesa. Percebe-se por que razão a equipa sofre golos com ele na baliza. Mas parece que só uma lesão o deporá em detrimento de Quim. A embirração de Koeman com o português compreende-se cada vez menos. Ou será tudo isto uma forma de compensar a chapada no senhor de barba? Se é por causa disso, chamem o senhor outra vez e ele que dê uma de volta no Veiga. A ver se eu me importo...

A finalizar, uma nota sobre o jogo e a eliminatória. O Liverpool não esteve ao seu melhor e Crouch e Gerrard podem ser (serão!) armas perigosíssimas para a segunda mão na terra dos Beatles e do Everton. 1 a 0 é pouco. Não dá para entrar em campo confiante numa passagem aos quartos de final. Foi bom não termos sofrido golos. Mas teremos que lutar muito e entrar em campo com a mesma postura: concentração, garra e a consciência de que não temos nada a perder, tudo o que vier a mais é ganho. Os reds que corram atrás do prejuízo.

Miligramas de Dianabol:

-Moretto, 5 mlg
-Alcides, 6 mlg
-Luisão, 8 mlg
-Andersson, 6 mlg
-Léo, 8 mlg
-Petit, 7 mlg
-Manuel Fernandes, 6 mlg
-Beto, 4 mlg (+ 2 mlg de bónus pelo lance com Sissoko)
-Simão, 4 mlg
-Robert, 6 mlg
-Nuno Gomes, 5 mlg
-Karagounis, 7 mlg
-Nélson, 2 mlg
-Ricardo Rocha, um charro
-Ronald Koeman/Guitarrista Famoso, 9 mlg

19 Comments:

At 5:55 PM, Blogger Apre said...

Apesar de gostar do alcunha Liverpoliano, não me revejo, no termo, não festejei no Marquês do Pombal, mas não fiquei cabisbaixo.

Hoje estou aqui para reconhecer mais uma vez a tua sugestão táctica que resultou em cheio e dar os parabéns.

Saber assumir as vitórias dos adversários é uma das qualidades que me diferenciam dos restantes anti-qualquer-coisa.

Grande resultado!

 
At 6:01 PM, Blogger Guitarrista said...

A carapuça só entra a quem servir... Posto isto, se não te revês, ainda bem. Não te acusei de nada.

 
At 6:41 PM, Anonymous Helena Henriques said...

Guitarrista, quando dialogas com o Apre lembras-me o velho dos marretas só que menos humorado. Por incrível que pareça concordo com a tua análise na base. Sou menos optimista, achei a equipa muito nervosa - à excepção da defesa (que não o GR,desse já falei, estava histérico). Concordo plenamente quanto ao Beto, já quanto ao Petit acho que não é assim tão incrível, o Petit para além de aguerrido tem visão de jogo e é daqueles que luta até ao fim. Fiquei até a pensar que o lance do golo nada teve de sorte, Petit e Luisão, não foi por acaso. Quanto ao Karagounis deixo-te uma questão, achas que ele aguenta os 90'? eu fiquei a achar que essa poderia ser a explicação para a substituição - na 1ª parte tens o Beto a destruir-lhes jogo e na 2ª metes o Karagounis quando o adversário já não está fresco e tem de se adaptar à alteração - não seria tonto, digo eu.

 
At 7:03 PM, Blogger Guitarrista said...

Em relação ao Karagounis, é precisamente isso que eu acho - aliás, escrevi qualquer coisa do género.

Sobre o Petit estava só a fazer uma graçola. Quem vê os seus passes longos, as aberturas que faz, as desmarcações que proporciona (aquela para Geovanni contra o Penafiel, por exemplo), percebe que ele não será apenas um pitbull. Ele é mais um Pastor Alemão. Ou um rafeiro endiabrado. Mas sempre em esperto.

Sobre o golo, também estamos de acordo - tanto que o lance é semelhante ao golo contra o Sportém, na 33ª jornada da época passada, só que do lado oposto. Naquele jogo em que eles iam ser campeões.

As entradas nervosas da equipa são já uma imagem de marca. Os primeiros 20 minutos são (quase) sempre para esquecer. É para dar algum entusiasmo ao jgo, rpoprocionando aos adve´sários a oportunidade de ganhar vantagem, de modo a disputar os encontros de igual para igual.

Já sobre a minha falta de humor para com o Apre, é uma relação muito própria que mantenho com ele (nada de bichices, hein?). Já disse isto várias vezes: eu só existo para lhe lembrar o quanto ele é infeliz e miserável. Nada mais. E faço por cumprir com zêlo a minha singela missão.

 
At 12:05 AM, Blogger Bulhão Pato said...

Como Liverpooliano, exerço o meu direito de resposta: comecemos, pois, a meter a foice em seara alheia, para usar as tradicionais palavras usadas pelo amante da mulher do presidente da CM Sintra...
Fiquei de facto cabisbaixo com o desfecho do jogo. Normalmente, os golos do Luisão implicam o uso animado do cotovelo. Não foi o caso e, pessoalmente, pareceu-me um golo com pouco sal. Qualquer dia - cruzes, credo! - o Benfica já marca golos perfeitamente legais.
Concordo genericamente com as notas e as apreciações (eu teria dado nota mais baixa ao Robert e mais alta ao Petit). Penso que este jogo, a par do de Villareal, terá sido o mais conseguido do Manelelé esta época.
Aproveito para dizer que não vi má intenção no lance do Beto que magoou o Sissoko: pareceu-me só sofreguidão.
Daqui a 15 dias lá estaremos em Anfield Road, torcendo para que a história se repita: que o Moretto seja o Bento; e o Morientes faça de Ian Rush.
Saudaços com azia,

 
At 12:19 PM, Blogger Guitarrista said...

Meu amigo, aqui a intenção conta pouco: o Beto merece inteiramente os dois miligramas de bónus pelas consequências da sua entrada. Não é todos os dias que, num lance simples, se atira um adversário para o estaleiro. Até digo mais: preferia que lhe tivesse aberto a cabeça. Acho que isso da "deslocação do rotina" é uma coisa meio abichanada. É claro que ele se desloca da rotina. Pois, se está lesionado...

 
At 1:02 PM, Anonymous Helena Henriques said...

Que horror! Lá estás tu armado em bárbaro, só não percebo porque é que em vez de Guitarrista não escolheste Conan.

 
At 1:54 PM, Blogger Guitarrista said...

É para manter o low profile.

 
At 2:10 PM, Blogger Sheriff Esteves said...

Continuo a achar que este meio campo do benfica nao ataca, que o nuno gomes sozinho na frente vale zero e que com alcides o benfica nao consegue usar o flanco direito. Moretto não é, definitivamente um guarda redes de topo. Por isso não entendo as escolhas do koeman. abraço

 
At 2:10 PM, Blogger Guitarrista said...

Só concordo contigo em relação ao Moretto. Tudo o resto é falso, como os própios resultados (não só a vitória contra o Liverpool) atestam.

 
At 2:19 PM, Blogger António Gouveia said...

http://alvalaxia.blogspot.com/2006/02/ser-que-no-benfica-tambm-h-disto.html

 
At 3:08 PM, Blogger Guitarrista said...

Atrasado, António Gouveia (não tu, o teu comentário). No BnR'B essa foto já está postada há, pelo menos, uma semana. Mas fica o registo da graçola. Muito bem. Toma um amendoim! Upa!

 
At 7:32 AM, Anonymous Anonymous said...

Olhar novo, URL novo a mesma cobertura grande http://www.portuguesesoccernewslinks.com

 
At 11:08 AM, Blogger fpm said...

OBRIGADO, BENFICA! (ahahahahah)

 
At 12:30 PM, Blogger Guitarrista said...

Pois, fpm, a gente sabe que ficaste contente... só espero que não tenha doído muito.

 
At 3:26 PM, Blogger fpm said...

Doeu imenso! ahahahahah

 
At 10:29 PM, Anonymous Apre said...

Lá que o Beto deslocou o inglês da rotina deslocou!

 
At 9:51 AM, Blogger fpm said...

ahahahahah!!

 
At 6:19 PM, Blogger An Jo said...

Sobranceria 2
Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!
Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!Vitória S. C. 2 - 0 Aguia depenada!!!

 

Post a Comment

<< Home