Saturday, March 29, 2008

Lições de Oftalmologia


Eu penso que percebo muito de oftalmologia. Conheço a obra de Galeno, Guy de Chauliac, John Yperman. Sorvi o trabalho de Roger Bacon. Li três vezes o fabuloso ‘Anatomia, Fisiologia e Patologia do Olho Humano’ de Ted Montgomery.

E é claro que não sou médico. Nunca vi um deslocamento da retina, muito menos tive um hifema entre mãos. Pelo menos ao vivo, já que o ‘Atlas de Oftalmologia’ de Hertle é bastante pormenorizado e a sua a edição a cores e em font platino lynotype é bastante completa e uma autêntica obra de arte.

Aliás, nem sequer estudei medicina. O mais perto que estive foi no 9º ano, em que tinha a opção de ‘Saúde’. Tirei ‘3’ no fim do ano, para passar à rasquinha. Mas isso não é problema: Conheço muitos médicos e falo muito sobre o assunto. Quando vou ao café com a minha mãe ou faço um mandado á mercearia do Aníbal, todas as pessoas se juntam à minha volta para me ouvir falar do leucoma corneano, nas causas da hipermetropia ou sobre as características do epitélio. Muita gente gosta de me ouvir, perguntam-me coisas sobre a ‘menina do olho’, falam-me da vista cansada ou mostram-me como os óculos estão tortos.

E eu tento dar sempre a minha opinião a toda a gente: Faço diagnósticos, aconselho tratamentos, até faço prescrições para aviarem no António que nunca pede receita médica. No fundo, faço o mesmo que o Luís Freitas Lobo: Também nunca jogou à bola, nunca sentiu um pitão a rasgar o músculo recto anterior, nunca enfrentou a pressão de 50 mil sócios ansiosos por vitórias, nunca tirou nenhum curso sobre futebol, nunca ensaiou jogadas num treino e muito menos
teve que domar um balneário pejado de rufias sedentos da sua cabeça. Mas vê muitos jogos, fala com muita gente sobre futebol e nunca se inibe de dar o seu parecer doutoral, com enfeites de verdade absoluta. E usa expressões como ‘duplo pivot defensivo’, ‘transição defesa-ataque com condução de bola em posse’ ou ‘dinâmica posicional’ como se fossem termos retirados de um qualquer curso complicado de engenharia daqueles que demora anos a tirar no Técnico e que são o orgulho de qualquer mãe.

Luis Freitas Lobo descobriu o mesmo que eu: Com uma camisa da façonnable e expressões indecifráveis e fora do alcance da pessoa comum, podemos facilmente atrair um bando de pessoas atordoadas pela sonoridade das nossas palavras. É um fenómeno semelhante ao do flautista de Hamlin, aquele que enfeitiçava os ratos e os inocentes: Freitas Lobo crê que independentemente das imbecilidades que possa dizer, se as disser de uma forma bonita, credível e com ar de sacristão terá controlo sobre os pobres de espírito, toda a gente o vai idolatrar ao som de qualquer disparate e até, quem sabe, poderá um dia impressionar alguma miúda. Nem que a miúda seja lésbica, polícia em Sacavém e que goste que a tratem por Arnaldo.

Um conselho, Luís: É preciso ter cuidado quando falamos com quem sabe da coisa. Eu, por exemplo, aprendi que não posso perguntar a um médico porque é que não trata de uma membrana de Bowman através de fibras de colágeno e proteoglicanas. Porque esse médico, mesmo que
tenha dentes com coroa de ouro, use sapatos de vela brancos e os seus últimos 30 doentes tenham todos ficado cegos após a primeira consulta, é quase certo que me vai atirar à cara, sem modas e à frente de toda a gente, que as membranas de Bowman não têm a capacidade de se regenerar uma vez lesadas. Aprende, por isso, que se um treinador de futebol não colocou a sua equipa a jogar no sistema em que tu achas que devia jogar, terá seguramente bons argumentos e é capaz de te fazer passar por parvo diante dos teus amigos. E de milhares de telespectadores, já agora. Mesmo que esse treinador ainda use risca ao meio, demore entre 5 a 7 minutos a articular uma frase ou tenha colocado um suposto candidato ao título em 5º lugar no campeonato a quase 20 pontos do primeiro.

Por isso, aqui vai o segundo conselho: Vê o exemplo do Jorge Gabriel, ex-comentador e treinador do Arouca. Sim, Arouca.

De qualquer modo porque temos que ser uns para os outros, se um dia precisares ser operado a uma catarata, não hesites: Passa lá por casa que a gente trata disso ali na garagem num instantinho.

6 Comments:

At 6:08 PM, Blogger ardinario said...

LOL
Que categoria de posta!!

 
At 12:46 AM, Blogger Férenc Meszaros said...

Obrigado, obrigado.
Também tiro dentes do siso e faço mapas astrais.

 
At 11:29 AM, Blogger Helena Henriques said...

Olha, mapa astral para quê? Isto anda muito previsível :-)

 
At 6:19 PM, Blogger Diego Armés said...

:)

Vejo que a equipa está a subir de forma de jornada para jornada, isto é, de posta para posta...

 
At 6:41 PM, Blogger Férenc Meszaros said...

Previsível, Helena? Quem era capaz de advinhar que o Papa vai a julgamento? Quem vai ser o novo treinador do Benfica? Quando vai o Miguel Veloso voltar a ser badocha?

Penso que a subida de forma tem a ver com a chegada da Primavera, Guitarrista: Chega a Primavera, chega o fim do campeonato. Logo, só temos razões para estar bem-dispostos.

 
At 10:49 AM, Anonymous Anonymous said...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

 

Post a Comment

<< Home