Wednesday, April 16, 2008

Como calar um presidente. Ou pô-lo a gritar à toa, tanto faz

O Benfica, o Benfica de hoje, faz-me lembrar aqueles putanheiros que chegam a casa de madrugada, com cheiro a perfume barato e com batôn besuntado no colarinho branco, mas que conseguem que as mulheres acreditem na sua fidelidade, entre prendas caras, promessas de dias felizes e insultos exaltados aos que diz que os invejam. O Benfica de hoje não é mais que uma mentira mal contada, uma história de engano.

Infelizmente só hoje consigo escrever sobre o que se passou na 6ª feira passada. Dizia o Domingos Paciência, no rescaldo, que um dos segredos para ter ganho ao Benfica foi ter impedido que canalizasse o seu jogo pelas laterais. Esta afirmação apenas me comprovou que não foi a Académica que ganhou o jogo: Foi o Benfica que o perdeu. Porque a ultima vez que se viu um jogador do Benfica na ala direita do meio campo adversário foi em Janeiro de 1993 e foi para tirar um número de telefone de um placard de publicidade.

O que realmente me surpreendeu neste jogo, não foi o Benfica ter sofrido 3 golos da Académica; foi não ter vindo gritar e esbraçejar, dizendo que era mais um complot internacional do Presidente do Guimarães para retirar o Glorioso do caminho que o levaria, no próximo ano, a ganhar seguramente a Champions. Pelo menos não o fez em público, com as veias do pescoço a latejar, como faz qualquer pessoa de bem que quer transmitir a sua indignação. Desta vez, cabisbaixo mas mantendo a sua habitual postura de pobre coitado, só apareceu o pequeno genial (com o devido consentimento do João Pereira) a choramingar sobre ‘os dias assim’, a bola que não entra, a nobreza de ser coitadinho. É um upgrade em relação ao dramático ‘estão-nos a puxar para baixo’, ao corriqueiro ‘é uma vergonha’ ou ao sensacionalista ‘chamem a Judiciária’, que ficaram aqui apontados no bloco para quando, outra vez de barriguinha cheia, vier a altura de invocarem a lamechice sportinguista.


Na verdade, os episódios da semana passada são o paradigma do Benfica dos últimos anos: É preferível gastar mais tempo e energias a branquear e a gritar bem alto, como se a seriedade se medisse em decibeis. O presidente do Benfica parece acreditar que se continuar a levantar suspeitas sobre os restantes, mesmo que nunca as fundamente, as pessoas se irão esquecer quando disse que apoiar um dos actuais arguidos do Apito Dourado era mais importante do que ter uma boa equipa. Ou das relações promíscuas com o Estoril-Praia, que teve interferência directa na conquista do ultimo campeonato e cujo accionista maioritário era o seu braço-direito na SAD.


Se o jogo de 6ª feira teve um mérito ainda maior do que a humilhação, foi o de nos ter ensinado como deixar que o Presidente do Benfica pare de nos ensurdecer com as alarvidades desonestas e demagogas que, de enxurrada, lhe saem daquela boca: Afinal é fácil, basta espetarem-lhes 3 na pá.

Por isso, rapazes, temos a oportunidades única de fazer calar o Presidente do Benfica até ao fim da época. E mesmo que ele invente desculpas para continuar a berrar para 'A Bola' e o 'Record' o ouvirem, pelo menos teremos o prazer de o ouvir ficar rouco. Para mim, tanto faz, desde que cheguemos à final.


Lesões ou cansaço são desculpas de mariquinhas. É pra ganhar!


Epá, também não era preciso dar meio jogo e dois golos de avanço só para mostrar que somos melhores. Um gajo que não saiba que é de propósito pode não ter um coração que aguente. Mauzinhos que vocês são, meus mariolas...

4 Comments:

At 2:17 AM, Blogger Diego Armés said...

Corajoso, este post... À hora que foi postado, mais ainda lhe enalteço a coragem.

 
At 11:00 AM, Blogger Férenc Meszaros said...

PM = tarde, na lingua dos camones.
Só o itálico foi actualizado depois do jogo.

Penso que Rennie ou Alka seltzer não te vão fazer nada. Aliás, menos que um transplante de fígado é pouco...

 
At 4:50 PM, Blogger Helena Henriques said...

E mais era o dia da águia, eu sempre disse q chamar águia a um milhafre não ia dar bom resultado.

 
At 5:15 PM, Blogger jose said...

Eu diria que é um pombo travestido, tal a elegância...

 

Post a Comment

<< Home